quarta-feira, 8 de novembro de 2017

“Projeto Rios”: Os alunos de Gualtar puseram mais uma vez mãos à obra!


Foi no passado dia 27 de outubro que alunos, do 2º e 3º ciclos da Escola Básica de Gualtar, deram início à comemoração do Global Action Day, participando, no âmbito do Programa Eco Escolas e Projeto Rios, na saída de sampo ao troço adotado do Rio Este. Relembre-se que este troço, localizado na União de Freguesias S. Pedro e S. Mamede d’Este, em Braga, tem vindo a ser intervencionado e monitorizado desde julho de 2015.
O convite, enviado pelo Pelouro do Ambiente da CMB, através da Eng. Cristina Costa, para nos associarmos à comemoração do Global Action Day do Munícipio, foi desde logo aceite.
No dia, acompanhados pelas professoras Manuela Sousa, Margarida Alves, Lúcia Silva e Raquel Malheiro, toda a equipa se aplicou, empenhadamente, ao longo de duas horas de trabalho conjunto. Face à dimensão dos incêndios florestais que afetaram, severamente, inúmeras freguesias de Braga, o grupo fez a recolha de bolotas para as Oficinas de Sementeira de Autóctones e de Granadas de Sementes, a decorrerem no próximo dia 7 de novembro, no âmbito do “Global Action Day” da Escola Básica de Gualtar.
Após a recolha de bolotas, passou-se ao estudo do rio com a caracterização geral do troço adotado e a análise de vários parâmetros físico-químicos da água (temperatura, pH, dureza, carbonatos, nitratos e nitritos, transparência, entre outros). Foi, também, feito um levantamento e classificação de vertebrados e macroinvertebrados aquáticos presentes, através do uso de chaves dicotómicas. De destacar a presença, que em muito nos agradou, da Coordenadora a Nível Nacional do Projeto Rios, Dra. Joana Silva. Juntando-se ao grupo, orientou pessoalmente a monitorização físico-química e biológica da água do troço em estudo. Esta monitorização permitiu determinar o estado de saúde deste troço do rio Este sendo que o mesmo ficou classificado como “bom, com perturbações ligeiras”.
Os restantes elementos participantes procederam à limpeza do troço, recolhendo resíduos do interior do rio e das suas margens, de forma a tornar este local cada vez mais aprazível e sustentável. Sublinhe-se que a quantidade e variedade de resíduos recolhidos foi, visivelmente, inferior ao dos anos transatos o que, a confirmar-se, indica uma evolução favorável na qualidade ambiental deste ecossistema ribeirinho.
Apesar de cansados, os alunos voltaram à escola animados, contentes e, acima de tudo, realizados com o facto de fazerem parte de iniciativas no âmbito da educação para a sustentabilidade, designadamente, ao nível da proteção do rio Este.
 A tarde foi de convívio, aprendizagens, partilhas e de celebração do meio ambiente e da natureza, e na qual alunos e professores se empenharam na luta por um mundo melhor e mais sustentável, com a promessa de que o nome da Escola de Gualtar, será cada vez mais recorrente, em projetos desta natureza.  
Bruna Silva

(aluna do 8ºano da EB Gualtar, Braga) 

Sem comentários:

Enviar um comentário