quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

ūüźĚ   Hoje, no Dia do Agrupamento, enquanto a professora Filomena se dedicava √† horta da escola, as professoras F√°tima Gaspar e Raquel Malheiro dinamizavam, com os alunos do 6°G, D, E e F, o workshop do Eco Escolas "Vamos salvar as abelhas?"ūüźĚūüźĚūüźĚ Aprendeu-se que as abelhas s√£o seres  fundamentais para o equil√≠brio dos ecossistemas e o garante da poliniza√ß√£o de cerca de 70% das plantas produzidas em agricultura. Sem abelhas a produ√ß√£o de alimentos reduzir-se-ia consideravelmente e a fome atingiria grande parte da popula√ß√£o humana. Deu que pensar a todos!!!!ūüźĚ
As altera√ß√Ķes clim√°ticas, o uso de agroqu√≠micos na agricultura, a polui√ß√£o, as doen√ßas e a exist√™ncia de esp√©cies invasoras como a  vespa asi√°tica, est√£o a levar ao decl√≠nio galopante das abelhas ūüėĘ
Seguiu-se um curto document√°rio animado e uma breve reflex√£o conjunta  e, por fim, m√£os na massa. Fizeram-se granadas de sementes (trevo, coentro, alecrim, funcho e hortel√£) que, depois de germinar e florir , servir√£o de alimentador para abelhas no espa√ßo verde da nossa escola.ūüĆĽūüŹĶūüĆļūüĆľūüĆłDepois de feitas foram lan√ßadas at√© onde a for√ßa dos bra√ßos permitiu. Foram mais de 50 que, num instante, se dissiminaram.
Os alunos, tamb√©m, fizeram a sementeira de bolotas que a seu tempo crescer√£o no nosso "quintal".ūüĆ≥ūüĆ≥ūüĆ≥
H√° que continuar a lan√ßar sementes entre os mais novos e construir um futuro sustent√°vel onde haver√° o suficiente para todos e para sempre ūüźĚ♥️ūüĆ≥♥️ūüźĚ








s√°bado, 11 de janeiro de 2020


                
GLOBAL ACTION DAY

A Escola de Gualtar, pertencente ao Agrupamento de Escolas Carlos Amarante, em Braga, dinamizou as comemora√ß√Ķes do GLOBAL ACTION DAY, no passado dia 29 de Novembro, com um vasto programa que se  desenvolveu ao longo da semana e terminou no dia 29.
O programa era composto por v√°rios momentos, tais como a cerim√≥nia do hastear da bandeira Eco Escolas, o momento musical pelo coro dos alunos da escola, a oficina itinerante “Granadas de sementes”, uma a√ß√£o de limpeza do espa√ßo envolvente √† escola, a monitoriza√ß√£o dos papel√Ķes da escola e distribui√ß√£o de mini-contentores para rolhas, a campanha Eco √ďleo e in√≠cio do concurso, a exposi√ß√£o “Mar em Tecido” e a planta√ß√£o de √°rvores aut√≥ctones na Escola.
Nesse dia, as comemora√ß√Ķes foram iniciadas com a cerim√≥nia do Hastear da Bandeira Eco Escolas, galard√£o atribu√≠do pela Associa√ß√£o Bandeira Azul da Europa (ABAE).
       
Estiveram presentes na cerim√≥nia o Vereador Altino Bessa, assim como a Engenheira Ana Cristina Costa, do Pelouro do Ambiente da C√Ęmara Municipal de Braga, a Diretora do Agrupamento Dr¬™ Hortense Santos, 



a Adjunta da diretora Dr¬™ Mafalda Silva, a Coordenadora de escola Dr¬™ Caetana Filomena Ramos, Professores, Alunos de v√°rios n√≠veis de ano de escolaridade e Assistentes operacionais.

Ao som da m√ļsica «Earth song«, de Michael Jackson, quatro alunos  transportaram a bandeira aberta ao longo das escadas at√© ao √°trio onde se encontrava o coro. 


Seguidamente, a coordenadora do Eco Escolas, Professora Maria de F√°tima Gaspar, tomou a palavra: 
"O Dia de A√ß√£o Global, habitualmente divulgado pela sigla inglesa GAD, √© uma iniciativa de √Ęmbito mundial promovida pelas organiza√ß√Ķes ambientais respons√°veis pelo programa Eco Escolas, nomeadamente ABAE.
Pretende-se que em cada escola se associe a este movimento e que, durante um dia, se concretize um conjunto de atividades motivadoras, que promovam o envolvimento dos alunos e da comunidade escolar na proteção do ambiente.
O dia que hoje celebramos tem como objetivo mostrar à comunidade que, mais uma vez, fomos oficialmente reconhecidos como Eco Escola, isto é, uma escola que promove, dinamiza e desenvolve atividades educativas relevantes em prol do ambiente. Significa, também, que com o trabalho de todos tem sido possível implementar práticas mais sustentáveis no dia-a-dia da escola, as quais, por ação dos alunos, também se vão estendendo à comunidade.
Neste contexto, a atribui√ß√£o da Bandeira Verde – Galard√£o Eco-Escolas, que com muita satisfa√ß√£o e orgulho vamos hastear dentro momentos, vem certificar como ecologicamente relevante todo o trabalho desenvolvido ao longo do ano letivo anterior. 
Somos, também, uma escola consciente de que esta certificação, referente ao que já foi feito, é, na sua essência, um apelo à continuação do nosso empenho pela sustentabilidade. Por isso mesmo, vê-la como prémio, claro, e bem merecido, mas sobretudo como inspiração, como motivação para prosseguirmos um trabalho que, à partida, sabemos ser naturalmente inacabado.
A propósito, parece-nos um bom momento para anunciarmos algumas das iniciativas do presente ano letivo:
·      abertura do concurso inter-turmas para recolha de √≥leos alimentares usados
·      campanha de recolha de tampinhas para conseguirmos uma nova cadeira de rodas para um aluno nosso.
·      Campanha de recolha de rolhas de corti√ßa, que vai ser divulgada pelas suas dinamizadoras, ambas alunas do 8¬ļC
o   Beatriz Mano
o   J√ļlia Martinez

 A campanha destas duas jovens tem a ver com a recolha de rolhas de corti√ßa, para ajudarmos uma institui√ß√£o de paralisia cerebral de adultos.(APCB). A campanha, que est√° a ser dinamizada por alunas t√£o jovens, ilustra bem a forma como este programa est√° a impactar os nossos alunos. S√£o exemplos como este que nos permite afirmar, convictamente, que n√≥s e seremos ECO-ESCOLA "



Procedeu-se ao  Hastear da Bandeira das Eco Escolas de 2018-19, acompanhado pelo hino da escola entoado por um grupo de alunos e dirigido pela Professora Ana Paula Matos. Logo ap√≥s, uma aluna do 9¬ļ ano leu um texto baseado na a√ß√£o motivadora desenvolvida pela ativista sueca Greta Thunberg e em seguida outros colegas responderam √† quest√£o: O que fazer para salvar o Planeta?
“O nosso planeta √© frequentemente alvo de a√ß√Ķes humanas que o tornam cada vez mais vulner√°vel. As mudan√ßas clim√°ticas, a perda de biodiversidade e a crise h√≠drica s√£o apenas alguns dos problemas enfrentados pela Terra nos √ļltimos anos e que possuem rela√ß√£o direta com as nossas atividades.
O planeta precisa de ajuda, e somente nós podemos ajudá-lo a sair desta situação.
Muitas pessoas pensam que, apenas grandes a√ß√Ķes, podem salvar o nosso planeta.
No entanto, todos podemos fazer a nossa parte. Pequenos atos de preserva√ß√£o e amor pela natureza podem fazer a diferen√ßa e garantir que as pr√≥ximas gera√ß√Ķes consigam ter um planeta saud√°vel.

O que fazer para salvar o planeta?
·         Reduzir o consumo comprando apenas o necess√°rio
·         Usar sacos reutiliz√°veis para as compras.
·         Evitar os produtos muito embalados.
·         Reutilizar roupa, livros e brinquedos.

            ·         Preferir os produtos da √©poca e aqueles que s√£o produzidos localmente
·         Diminuir o consumo de carne

·         N√£o deitar lixo no ch√£o ou na natureza
·         Separar sempre os res√≠duos para reciclar
·         N√£o usar, mesmo em festas, bal√Ķes ou lou√ßa descart√°vel

·         Beber a √°gua da torneira em vez de engarrafada
·         Fechar a torneira enquanto se lava os dentes

·         Preferir os transportes p√ļblicos 
·         Andar mais a p√© ou de bicicleta

·         Aproveitar a luz natural, antes de acender as luzes
·         Desligar os aparelhos el√©tricos quando n√£o est√£o a ser usados
·         Fechar sempre bem a porta do frigor√≠fico.

·         Ter plantas arom√°ticas nas varandas
·         Plantar √°rvores aut√≥ctones
·         Proteger a biodiversidade

·         Sermos cidad√£os atentos e pr√≥ ativos na defesa do Planeta Terra


A atividade encerrou com os discursos da Diretora e do Vereador Altino Bessa.


Ainda na parte da manh√£, A Bandeira Verde da Eco Escolas foi colocada a meia haste como s√≠mbolo de pesar e de alerta para a urg√™ncia de tomada de medidas para inverter as altera√ß√Ķes clim√°ticas.


O Global Action Day  terminou, j√° no turno da tarde,  com uma a√ß√£o de limpeza do espa√ßo          envolvente √† escola, dinamizada pelos alunos do 6¬ļ ano, acompanhados pelos respetivos professores.









  



.
            

s√°bado, 26 de outubro de 2019

Cerim√≥nia de entrega de galard√Ķes e Bandeiras Verdes

No √Ęmbito do projeto Eco-Escolas, a Escola de Gualtar foi uma das escolas galardoadas com a Bandeira Verde. 

No Dia Bandeiras Verdes РGalardão Eco-Escolas, é reconhecido o trabalho de todos os que contribuíram para tornar mais sustentável o dia-a-dia da escola e da comunidade onde esta se insere.

Dinamizada pela ABAE, Associação de Bandeira Azul da Europa, Eco Escolas e Município de Guimarães.
No √Ęmbito do projeto Eco-Escolas, a Escola de Gualtar foi uma das escolas galardoadas com a Bandeira Verde. 

Fizemo-nos representar neste dia por 6 alunos,
dois do 6¬ļD, um do 7¬ļA e tr√™s do 7¬ļF, e dois            professores, numa atividade integradora que durou todo o dia.


O Dia das Bandeiras Verdes de 2019 teve lugar no passado dia 18 de outubro de 2019, no Pavilh√£o Multiusos de Guimar√£es, iniciando-se √†s 9 horas com a Eco-Mostra onde estavam presentes dezenas de parceiros proporcionando diversas atividades aos participantes neste dia.
Ap√≥s o almo√ßo, num ambiente descontra√≠do de piquenique, deu-se in√≠cio √† Abertura do pavilh√£o (onde decorreu a cerim√≥nia do Galard√£o) com a atua√ß√£o da orquestra Cajafalia da Escola EB 2,3 da Trafaria, Almada. Depois seguiu-se a sess√£o de Boas Vindas pelo presidente da ABAE/Fee Portugal, Dr. Jos√© Archer, e pelo presidente da C.M. de Guimar√£es, Dr. Domingos Bragan√ßa. Seguidamente as Eco_Escolas apresentaram…

Desfile de Moda | Escola Profissional Cenatex. Guimar√£es
Dó, Ré, Mi | Escola Secundária Martins Sarmento. Guimarães
FlashMob GimaGym | Clube de Gin√°stica de Guimar√£es

         Posteriormente teve lugar a esperada “Entrega das bandeiras Verdes 2018/2019”, a cerim√≥nia oficial de reconhecimento do trabalho desenvolvido.
          Para encerramento do dia os participantes fomos prazenteados com o grupo musical –“Os Azeitonas”
              Finalmente procedeu-se √† distribui√ß√£o do lanche saud√°vel, constitu√≠do por uma sande de fiambre, cenouras, tomates Cherry e um sumo.                                                           
      


sexta-feira, 25 de outubro de 2019


Em setembro, que lindas árvores tínhamos na zona exterior da Escola!

Os ouriços a esconder as suas castanhas!

E em casa, para que serve a castanha-da-√ćndia?


Colega,
 Se quiseres levar algumas castanhas-da-√ćndia para tua casa, podes faz√™-lo!
Utiliza-se geralmente nos roupeiros para afastar a tra√ßa. (Mas tem outras potencialidades…)
√Č uma solu√ß√£o ecol√≥gica e econ√≥mica.
                                                                                      projeto Eco-Escolas

As virtudes da castanha-da-india


Conhecida por seus atributos medicinais, é muito utilizada para tratar varizes, pernas cansadas e hemorróidas. Pode ser encontrada, também, como cápsulas e em pó, em farmácias, casas de chá e lojas de produtos naturais.
Apresenta nutrientes como flavonoides, vitamina B, vitamina C, vitamina K, ácidos graxos, proteínas fitoesterois e taninos.
Suas propriedades tamb√©m s√£o anti-inflamat√≥rias, vasoprotetores e vasoconstritoras. Contudo, mesmo apresentando v√°rios benef√≠cios, a castanha da √ćndia deve ser utilizada com alguns cuidados e sob orienta√ß√£o m√©dica.